Facebook

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Uma ilha para cada dia do ano : Arquipélago de San Blas no Panamá

San Blas é exuberante, um arquipélago formado por 365 ilhas, algumas são tão pequenas que possuem apenas um coqueiro. Mesmo nas maiores giramos 360 graus em toda a ilha sem muito esforço percorrendo suas praias de areias brancas. Os coqueiros verdes, além de contribuírem para o visual paradisíaco, nos permitem beber água de coco fresquinha. Num local aonde falta água doce, água de coco é tão abundante quanto a água potável na "vida urbana". Outra riqueza ofertada por este pedacinho de céu é o mar,dominado por águas transparentes, nos apresenta vários tons de azul e verde de acordo com a intensidade da luz do sol. Não podemos identificar o horizonte facilmente, o azul do céu se junta ao azul do mar e no meio deste infinito avistamos pequenas ilhas verdes! Este lugar é a Kuna Yala (Montanha Kuna). Dentro das ilhas habitam os índios Kunas, trajando roupas extremamente coloridas, chamadas molas, artesanato produzido pelas mulheres. Para quem procura cores vibrantes ali é o melhor lugar do mundo! Nós encontramos, além das cores, o carisma dos Kunas. A população, com mais de 32 mil índios, é organizada politicamente e mantém o domínio administrativo e econômico da província. E mais, lutam pela manutenção da cultura Kuna no território e brigam para continuarem explorando o turismo sem interferência da industria de viagens. Os Kunas que tivemos oportunidade de conversar se mostraram muito patriotas e conhecedores da historia da comunidade. As crianças chegam a escola de barco, aprendem a língua Kuna e o espanhol. Algumas falam inglês e outras línguas, aprendidas com os turistas. Muitos Kunas também vivem e trabalham na cidade do Panamá ou em outros sítios turísticos do pais. Segundo o Kuna que nos guiou, cada criança ganha uma pedaço de ilha de presente, quando nasce, para morar com sua família após o casamento. A montanha localizada no continente é dividida em pequenos terrenos, aonde cada família planta e colhe para subsistência.
Eu, como turista, senti algo contraditório ao conviver com os Kunas, por um lado fiquei feliz ao conhecer uma minoria étnica organizada e  ao contribuir com o turismo, principal fonte de renda da população atualmente. Por outro lado, fiquei triste em "impor" minha cultura urbana a este povo, principalmente ao perceber que alguns Kunas têm o falso conceito, meio magico até, que viver na cidade é melhor.Enquanto os turistas pagam caro para passar alguns dias no paraíso, comer peixe, lagosta, caranguejo e lambem os beiços! Os Kunas preferem trocar o peixe por atum em lata e batata chips ofertados pelos turistas...
Por fim, tento pensar que a troca foi boa para ambas as partes e pretendo voltar um dia a San Blas, tanto para descansar quanto para conviver um pouco mais com a esta cultura tão diferente.






14 comentários:

  1. Oi, Josimara. Tudo bem? :)

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie - Boia

    ResponderExcluir
  2. Que lugar e que fotos lindas!
    Obrigado por compartilhar isso conosco...
    Abs
    François

    ResponderExcluir
  3. Oi Josimara, tudo bem?
    Primeiramente, parabéns pelo relato. Está super legal! Estou indo pra cidade do Panamá em outubro e quero ir para San Blás tb. Acontece que não acho quase nada na net. Vi q a estrutura de pousadas é simples, porém salgadinha no preço.. Rs! Por isso, pensei em levar uma barraca e acampar. Vc viu campings por lá? Se não, poderia indicar a pousada q ficou? Vc foi para os cayos holandeses , vale a pena? Qto tempo ficou por lá? Mil desculpas pela tonelada de perguntas, mas estou super perdida! rs.. Super obrigada! Joice joicesguimaraes@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi joice
      Obrigada pelo comentário.
      Nós ficamos 4 dias na cidade do panamá e 4 dias em san blas
      Conhecemos pessoas que ficaram uma semana outras dez dias. O que posso dizer é que a percepção de tempo em lugares como San Blas é muito aumentada, quatro dias para gente foi como um mês na correria do dia a dia!
      Quanto ao preço pagamos 90 dólares por pessoa a diária incluindo todas as refeições e passeios diários de barco.Acho que é proibido montar sua barraca. Mas existe um método mais econômico : ficar em barca compartilhada sem banheiro privativo aproximadamente 15 dólares dia.
      Robinson's cabins tel no Panamá 67219885.No artigo assim adicionei um link com o site da nossa pousada.

      Estou disponível para outras duvidas
      Boa viagem
      Josimara

      Excluir
  4. Olá! Tenho algumas perguntas: Qual epoca do ano vcs foram? Quais ilhas vcs visitaram nesses 4 dias?? Essa foto dentro da floresta com um riacho é em San Blas? Em que ilha? Obrigado e parabens pelas fotos! Daniel

    ResponderExcluir
  5. Ola, tudo bem?
    Voce acha que da pra ir, passar o dia com 2 criancas? nesse caso teria algua dixca ou observacao importante? OBRIGADA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Carolina,
      Você quer ir para San Blas saindo de qual cidade? A cidade do Panamá está 2 horas e meia de carro do porto, depois ainda tem o trajeto até ilha ( a nossa ilha estava distante 45 minutos do porto). Ou seja, muito longe para fazer ida e volta em um dia! As crianças têm quantos anos? O lugar é rústico mas eu levaria crianças acima de 5 anos!

      Excluir
  6. Oi Josi! Primeiro OBRIGADA por responder...
    Entao, eu moro em Buenos AIres, vou parar 4 dias no Panama antes de seguir viagem a Orlando. Parece que nessa epoca (dezembro) chove bastante, ne?
    FIquei ENCANTADISSIMA com as fotos e seu relato... O problema e... como sao poucos dias, e nao conhecemos o Panama, pensei na possibilidade de passar 1 dia na ilha... MAAAAAAAAAAAAAAS, como meus filhos tem 5, e 1 ano, nao sei se se aproveitariam! :(

    A proposito , do Panama, alguma dica?

    Enfim... to me cocando de vontade de ir as ilhas... mas parece que terei de planejar em uma outra oportunidade, nao?

    Um beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carolina,
      Olhe o relato do el vagamundo logo abaixo!
      Na próxima oportunidade volte e passe alguns dias em San Blas!
      Na Cidade do Panamá, além de compras, você deve conhecer o centro histórico

      abs

      Josi

      Excluir
  7. Oi Josimara, existe um outro jeito de conhecer San Blas..
    Me chamo Adriana, também sou mineira e vivo há mais de 3 anos em San Blas, Panamá, com meu marido e capitao, Edu, num belo catamaran. Aqui recebemos viajeiros que se interessam em conhecer um dos ultimos paraisos intocados que existem.
    San Blas é considerado por varias revistas e por gente que já viajou muito um dos destinos tropicais mais belos do mundo.
    Quem quiser navegar por esse arquipelago, saltando de ilha em ilha, conhecendo uma etnia indigena que preserva suas tradiçoes, comendo muito bem, visite o nosso site: www.cianavegantes.com e/ou nosso facebook: Compania Navegantes y Sonadores e .... benvindos a bordo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Adriana,
      Nós somos uma casal e vamos estar agora em Agosto no Panamá e queriamos conhecer San Blas mas só vamos poder ficar numa ilha porque não temos tempo para navegar. Poderias ajudar-nos e sugerir a ilha que tu achas mais agradável para ficarmos alojados 1 noite? Muito obrigada.

      Excluir

  8. OI Josi!
    Planejo ficar em San Blas de 3 a 6 de fevereiro. Na ilha que voce ficou existem mais duas opcoes de lugar. Faz diferenca entre eles? Pelo que vi, o custo das outras duas é menor mas so achei na internet contato desses outros dois locais por telefone (Robinsons e Ina). Vou eu, marido e 2 filhos (10 e 13 anos). Acaba que sai quase 1300 dólares 3 noites de hospedagem na Narangadup para nós 4 na cabana sem banheiro e achei o preço bem salgado. Mas não sei se a diferença de preço para as outras compensa em termos de custo-benficio. Qual é a sua opinião?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. levando em conta a cabana e a alimentação.

      Excluir
  9. Estar em um lugar desse, não tem preço :)

    ResponderExcluir